XVII Congresso Brasileiro de Aterosclerose

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

DIAGNÓSTICO PRESUNTIVO DE AMILOIDOSE CARDÍACA

Resumo

A amiloidose cardíaca é uma doença resultante do depósito extracelular nos tecidos de fibrilas amiloides hidrossolúveis e de baixo peso molecular, sendo já identificadas mais de 30 proteínas diferentes, descrito pela primeira vez em 1854 por Rudolph Virchow, que considerou a substância semelhante ao amido, sendo a forma de cadeias leves a mais comum. Em repercussão a este depósito observam-se distúrbios de condução cardíaca, cardiomiopatia de aspecto restritivo, baixo débito cardíaco e comprometimentos atriais isolados.

Paciente do gênero masculino, 52 anos, hipertenso há três anos controlado com losartana 100 mg/dia. Apresentou história de astenia, inapetência, hipotensão e perda ponderal de 40 Kg em 5 meses. Ao exame físico apresentava-se debilitado, palidez cutânea, abdome escavado e hipotensão postural grave. A ausculta cardíaca estava dentro da normalidade, associado a taquicardia e hipotensão. Membros inferiores sem alterações. Exames laboratoriais mostravam eletrólitos no intervalo esperado, porém ureia de 105,1 mg/dl, creatinina 2,2 mg/dl e ácido úrico de 8,3 mg/dl. Eletrocardiograma (ECG) em ritmo sinusal de baixa voltagem nas derivações periféricas, bloqueio atrioventricular de 1º grau e presença de área inativa nas derivações precordiais. O ecocardiograma transtorácico (ECO) mostrou dilatação biatrial, fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) de 52%, aumento das espessuras parietais e septo interatrial, presença de leve derrame pericárdico. O strain sistólico evidenciou um padrão de deformação longitudinal da base para o ápice do ventrículo esquerdo, com aspecto de imagem de ponta acessa (apical sparing).

A amiloidose cardíaca por ser de relativa raridade e sintomas poucos específicos dificulta seu diagnóstico em sua fase inicial, para que se faça a suspeita clínica e o diagnóstico. A doença pode ser suspeitada de forma não invasiva através de ECG e ECO com as características relatadas, uma vez que o padrão-ouro para diagnostico de amiloidose cardíaca é a biópsia miocárdica, entretanto as diretrizes da American Hart Association apresentam recomendação II-A para a realização de biópsia endomiocárdica na presença de insuficiência cardíaca associada a cardiomiopatia restritiva de origem não determinada. Seu tratamento é para a doença de base e ao alívio dos sintomas e com prognóstico reservado.

Área

Pesquisa Básica

Instituições

HOSPITAL SÃO JOSÉ DO AVAÍ - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

ROGERIA MARIA BAZETH LEMOS, RAPHAEL ANTHERO MIRANDA TEIXEIRA, DAVID MACIEL DE SA GURGEL BANI, HENRIQUE NOGUEIRA MANHÃES, PEDRO HISSA MONTEIRO, EVELINE ALMEIDA LUZ, SAMUELL SANTOS FERREIRA, TATIANE SILVA SANTOS , CLISTENES ROCHA PECANHA