XVII Congresso Brasileiro de Aterosclerose

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Relato de caso: Tromboembolismo pulmonar submaciço com visualização direta ao ecocardiograma transtorácico de translocação de trombo gigante.

Resumo

Introdução: O Tromboembolismo pulmonar (TEP) é uma síndrome clínica e fisiopatológica que resulta da oclusão da circulação arterial pulmonar por um ou mais êmbolos. O quadro clínico é variável e dependerá das condições cardiopulmonares prévias do paciente, tamanho do êmbolo, número de episódios embólicos e da resposta neurohumoral. O ecocardiograma é exame não-invasivo que pode mostrar sinais indiretos de TEP, tais como aumento das câmaras direitas, desvio do septo ventricular da direita para a esquerda (efeito Berheim reverso), insuficiência tricúspide, redução das câmaras esquerdas, áreas de hipocinesia do VD, presença de trombos nos ramos arteriais principais ou intracavitários.

Relato de caso: Paciente ISP, masculino, 64 anos, natural de Bragança Paulista, com historia de hipertensão arterial sistêmica em tratamento adequado (uso de ramipril 5 mg e hidroclorotiazida 12.5 mg), deu entrada a instituição com história de inchaço e dor há 48 horas em membro inferior esquerdo evoluindo com quadro de tontura e dispneia súbita no dia de hoje (há 3 horas) quando procurou atendimento. Paciente prontamente atendido e evidenciado quadro de hipotensão (90x50 mmHg), taquidispneia (26 rpm), taquicardia (118 bpm) e queda de saturação (82%) sendo estabilizado inicialmente pela equipe médica. Após análise clínica e anamnese foi aventada hipótese de TEP com escore de WELLS de 7.5 (alta probabilidade) sendo solicitado ECG, ecocardiograma transtorácico e tomografia (TC) de tórax com protocolo de TEP. O ecocardiograma realizado a beira leito evidenciou AE: 44mm,DdVExDsVE: 40x29 mm, fração de ejeção de 54% e DdVD: 45 mm com comprometimento sistólico do mesmo de grau importante associado a insuficiência tricúspide de grau importante com pressão sistólica pulmonar de 78 mmHg e imagem hiperrefringente em átrio direito, aderida ao septo interatrial em região de fossa oval, medindo 65 x 12 mm, que prolapsa para dentro do ventrículo direito, sugestiva de trombo. Realizado TC que confirmou TEP submaciço. Paciente encaminhado à unidade de terapia intensiva, realizado trombólise com alteplase, evoluindo com melhora clinica progressiva.

Conclusão: O ecocardiograma é um exame não invasivo de realização rápida a beira leito que evidencia a repercussão cardíaca em eventos de tromboembolismo e auxilia de forma indireta no diagnóstico e de forma direta no prognóstico dos paciente com essa enfermidade.

Área

Pesquisa Básica

Instituições

Complexo Hospitalar Santa Casa de Bragança Paulista - Sao Paulo - Brasil

Autores

NATAN CACCIA COSTA, Jocimar Antonio Machado, Renata Cristina Santana Costa, Mauricio Beitia Kraemer