XVII Congresso Brasileiro de Aterosclerose

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Sódio e LDL-c: Uma associação além da hipertensão?

Resumo

Introdução: Evidências tem mostrado que a restrição e excesso de sódio dietético modulam o metabolismo energético de tal forma que podem levar a dislipidemia e aumento do LDL-c, além de sua sabida influência na pressão arterial. Objetivo: Avaliar a possível relação do sódio dietético com LDL-c. Métodos: Estudo transversal baseado no estudo CARDIONUTRI (n=356), incluindo indivíduos de ambos os sexos, idade entre 30 e 74 anos e sem evento cardiovascular prévio. Foram realizadas avaliações clínica, dietética, antropométrica (peso, altura, composição corporal), perfil lipídico (CT, LDL-c, HDL-c, TG), apolipoproteínas (ApoB e ApoAI), glicemia, HbA1c, hsPCR, leptina e adiponectina. Foram feitos os testes t para amostras independentes ou Mann-Whitney com estratificação pela mediana do consumo de sódio. Posteriormente foram realizadas regressões linear e múltipla, com o LDL-c como variável dependente e consumo de sódio como variável independente (SPSS v20.0) Resultados: A amostra apresentou idade média de 53 anos e 62,6% eram mulheres. O consumo médio de sódio foi de 2301 mg/d (min=894 mg/d e max=4378 mg/d). O IMC (30,9±5,8 kg/m2), CC (101±14 cm) e gordura corporal (37,5; 25-47 %) mostrou que os indivíduos eram obesos e apresentavam elevada adiposidade. A média da PAS (133±18 mmHg) e PAD (81±10 mmHg) indicaram que os indivíduos não apresentavam HAS. Após estratificação amostra, segundo mediana de consumo de sódio, observou-se que os indivíduos que consumiam menos sódio (≤2.260 mg/d) apresentaram maiores valores de CT (212 vs. 198 mg/dL; p=0,004), LDL-c (143 vs. 130 mg/dL; p=0,002), não-HDL-c (174 vs. 161 mg/dL; p=0,006), ApoAI (135 vs. 129 mg/dL; p=0,034), ApoB (108 vs. 100 mg/dL; p=0,004) e leptina (35,4 vs. 28,9 mg/dL; p=0,042). O modelo de regressão linear univariado mostrou associação negativa entre sódio e LDL-c (β =-0,116; R2=0,013; p=0,036), sendo perdida após ajuste por múltiplos confundidores. Conclusões: Os indivíduos com o consumo de sódio menor que 2260 mg/d apresentaram maior CT, LDL-c, não-HDL-c, ApoB, ApoAI e leptina. Apesar disso, o consumo de sódio não foi um fator associado à concentração de LDL-c.

Área

Pesquisa Clínica

Instituições

Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo - FSPUSP - Sao Paulo - Brasil

Autores

GUSTAVO HENRIQUE FERREIRA GONÇALINHO, NÁGILA RAQUEL TEIXEIRA DAMASCENO