XVII Congresso Brasileiro de Aterosclerose

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Proposta de Estimativa de Efeitos da Hipercolesterolemia e Fatores de Risco Maiores no EUROSCORE II de Tabagistas

Resumo

A explicação do valor do EUROSCORE II ao paciente quando da sua indicação cirúrgica atende a uma necessidade ética de tomada de decisão bilateral na relação médico paciente.Tal procedimento abre oportunidade para uma maior efetividade de conscientização a respeito do controle dos fatores de risco cardiovasculares modificáveis.A justificativa para essa conduta pode ser avaliada a depender de estimativas estatísticas de bancos de dados de Unidades de Terapia Intensiva)UTI).

O objetivo dessa investigação foi o de estudar o possível efeito das hipercolesterolemias(HC) e demais fatores de risco maiores modificáveis em pacientes já portadores de um deles, no caso o tabagismo,sobre o valor do Euroscore II;

Método -De um banco de dados de 950 pacientes adultos e de ambos os sexos de uma UTI de hospital terciário de grande porte foram selecionados os tabagistas ,classificados conforme níveis de exposição,em número de 81 no total.Foi então feita uma regressão utilizando um modelo linear de mínimos quadrados para estimar os efeitos da HC no EUROSCORE II controlando por uma série de variáveis como sexo,idade,diabetes,hipertensão arterial(HA),Índice de Massa Corpórea(IMC) e tipo de prevenção primária ou secundária,

Resultados-Os dados apontados pela regressão apresentaram efeito significativo sobre o EUROSCORE II das seguintes variáveis,pela ordem de significância:Hipercolesterolemia tem ,em média,e controlando pelas outras variáveis,7.5 a mais de EUROSCORE II.isto é,aproximadamente 30% a mais na média.A HA também apresentou variação de 3.69 pontos,equivalente a 14%.As únicas diferenças significativas de EUROSCORE II quando se controla pelas outras variáveis se deram com relação ao sexo(os homens tèem um EUROSCORE 3,54 menor que as mulheres),idade(um aumento de 0,27 de EUROSCORE II para cada ano a mais de vida) .As outras variáveis não foram significativas a um nível de 0,05,mesmo quando considerados os tipos de exposição ao tabagismo.

Conclusão-A alteração do EUROSCORE pelas modificações dos fatores de risco cardiovasculares maiores são possíveis e mais evidentes nas alterações da Hipercolesterolemia e da Hipertensão Arterial.

Área

Pesquisa Clínica

Instituições

HOSPITAL BENEFICÊNCIA PORTUGUESA - Sao Paulo - Brasil

Autores

TANIA LEME DA ROCHA MARTINEZ, Anita Leme da Rocha Saldanha, Andre Gasparoto, Ana Paula Pantoja Margeotto, Carlos Alberto Gonnelli, Vitoria Gascon Hernandes, Fernando Henrique Guarnieri, Thomaz Braga Ceglias, Abel Pereira