XVII Congresso Brasileiro de Aterosclerose

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Rastreamento de fatores de risco cardiovascular e seu autoconhecimento entre acadêmicas de medicina

Resumo

A doença cardiovascular (DCV) pode ser clinicamente diferente em mulheres quando comparadas aos homens sendo subdiagnosticada e tratada. Mundialmente, DCV e acidente vascular cerebral (AVC) são as principais causas de morte no sexo feminino com 8,6 milhões de mortes/ano pela literatura. Objetivo foi identificar a prevalência dos fatores de risco (FR) cardiovascular CV e de ACV e grau de autoconhecimento na população de alunas de medicina com o auxílio dos alunos da iniciação científica (IC).Estudo observacional e transversal de 6/2016 com questionário anônimo de 34 perguntas: idade, nível de estresse, tabagismo, hipertensão, dislipidemia, sedentarismo, obesidade, diabetes e história familiar de DCV, gravidez, menopausa, consultas ginecológicas e clínicas, aplicado por alunos da IC habilitados a explicar a importância clínica na prevenção primária da DCV. Cada desconhecimento ou presença de FR equivaleram a 1 ponto. Aqueles com &#8805;2 pontos foram incluídos no grupo de risco, tendo em vista o perfil feminino da DCV. Total de 159 alunas com média de 20,62 anos; alto nível de estresse 44.0%; tabagismo 3.78%; hipertensão 97.5% (1.25% não sabiam informar a condição); 76.7% haviam feito o exame de colesterolemia (10.0% com colesterol total >200 mg/dL e 33.3% não sabiam; 12,6% reportaram HDL < 45 mg/dL e 62.9% não sabiam); 89.9% mediram glicemia (1.88% glicemia >126 mg/dL e 4.82% não sabiam); IMC calculado em 88.7% e 12.57% IMC> 25; 10.68% história familiar DCV em homens e 6.28% em mulheres; 45.3% sedentarismo; 56.6% sintomas de fatiga, palpitações, falta de ar, desmaio, dor nas pernas, desconforto no peito (1.25% não responderam); menopausa 2.51%; 0.62% gravidez passada; 79,9% acompanhamento anual/ginecologista e 7,54% clínico. Das estudantes entrevistadas 98.75% obtiveram2 pontos. Consideradas grupo de risco, foram orientadas e, aliado à integração com a IC e com feiras de saúde orientadoras aplicadas à extensão, houve a perpetuação do ensinamento através da aprendizagem.

Área

Pesquisa Clínica

Instituições

Universidade de Vassouras - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

IVANA PICONE BORGES DE ARAGAO, CAIO TEIXEIRA DOS SANTOS, LIVIA LIBERATA BARBOSA BANDEIRA, IVAN LUCAS PICONE BORGES DOS ANJOS, RAUL FERREIRA DE SOUZA MACHADO, THAIS LEMOS DE SOUZA MACEDO, SARA CRISTINE MARQUES DOS SANTOS