XVII Congresso Brasileiro de Aterosclerose

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MARCADORES IMUNO-INFLAMATÓRIOS E ATEROSCLEROSE CORONÁRIA EM PORTADORES DE HIPERCOLESTEROLEMIA FAMILIAR

Resumo

Fundamento: A hipercolesterolemia familiar (HF) caracteriza-se por níveis elevados de LDL-colesterol e doença aterosclerótica prematura. No entanto, existe heterogeneidade na manifestação da aterosclerose pelo escore de cálcio coronário (CAC). O objetivo do estudo foi avaliar o papel do sistema imune-inflamatório no desenvolvimento de aterosclerose. 
Métodos: Cem pacientes de ambos os sexos com diagnóstico de HF provável ou definitivo (Simon Broome ou Dutch Lipid Clinic Networks), sob tratamento hipolipemiante de alta intensidade (98%), submeteram-se ao CAC e angio-CT de coronárias, com avaliação do escore CAD-RADS (tomógrafo de 64 detectores). Colheram-se amostras biológicas para perfil lipídico, apolipoproteínas A1, B e Lp(a) (imunonefelometria), estudo genético (sequenciamento de nova geração dos genes LDLR, APOB, PCSK9, LDLRAP-1, LIPA), anticorpos IgG e IgM anti-LDL oxidada e anti-ApoB-D (ELISA). O fenótipo das células, bem como a dosagem de micropartículas monocíticas, endoteliais e plaquetárias foi determinado por citometria de fluxo. A produção espontânea de IgM pelos linfócitos B1, purificados após processo de “sorting”, foi quantificada por ELISPOT. IgM plasmática foi determinada por ELISA. 
Resultados: Não houve diferenças entre os valores do perfil lipídico entre os participantes com CAC=0 e CAC>0 (LDL-c médio 154 +/- 52 mg/dL). Os valores médios e máximos do escore de cálcio foram 173 e 2139, UA respectivamente, mediana de 75 e P75 = 512UA.. As variáveis do perfil imunológico, autoanticorpos anti-LDLox e anti-Apo B-D, micropartículas não diferiram entre as categorias do escore de cálcio ou do escore CAD-RADS. Conclusão: Este estudo não suporta a hipótese de que o sistema imune-adaptativo influencie significativamente a expressão da aterosclerose em portadores de hipercolesterolemia familiar sob tratamento de alta intensidade com fármacos hipolipemiantes. Apoio Fapesp AP.TEM 2014/27198-8 e CNPq 441929/2014-1. 

Área

Pesquisa Básica

Instituições

Escola Paulista de Medicina/UNIFESP - Sao Paulo - Brasil

Autores

WALERIA TOLEDO FONZAR, Carlos Alberto Fonzar, Francisco Antonio Helfenstein Fonseca, Carolina Nunes França, Henrique Andrade Rodrigues Fonseca, Ieda Longo Maugeri, João Bosco Pesquero, Alfredo Augusto Eyer, Maria Cristina Oliveira Izar